A saga dos refugiados, o caminho entre a fuga e a xenofobia.

19:27 Sabrina Macedo 0 Comments

             
                             Um pedido de socorro



Menino Aylan Kurdi 
O cenário mundial está enfrentando ondas de imigrações, porquanto a guerra civil na Síria. Visto que grupos de oposição querem a saída do ditador Bassar Al-Assad, reflexo da influência que a primavera Árabe causou no Oriente Médio. Contudo, milhares de sírios estão procurando refúgio em diversas partes do mundo, principalmente na Europa. O conflito envolve outros países do Oriente Médio como o Iraque e Líbano, uma vez que passou a abranger questões religiosas, atiçando a rivalidade de sunitas e xiitas. Outro fator que ressalta a guerra é a participação do Estado Islâmico (facção terrorista que tem influências da Al-Qaeda) e está buscando um poder hegemônico na região, preocupando diversas nações ocidentais. Os EUA e os países da Otan estão providenciando sanções contra o governo sírio e consequentemente o Estado Islâmico.Enquanto isso, sírios estão sendo mortos a cada dia e refugiados vem crescendo absurdamente. A Hungria, Grécia, Itália e principalmente a Alemanha são os países que mais oferecem abrigo. Essa última segundo pesquisas, está abrigando cerca 90.000 sírios, apesar de está enfrentando oposições na extrema direita (são contra política de imigrações). Pela Europa está abrigando, vem crescendo um sentimento xenófobo por parte dos europeus. Exemplo mais recente desse fato é de uma jornalista agredindo os refugiados chegando na Hungria. A Europa está passando nesses últimos anos uma queda de natalidade, ou seja ela precisa desses imigrantes, por causa de mão de obra.O Brasil é o país que permite a entrada de refugiados na América do Sul, entretanto eles podem encontrar dificuldades de inserção no mercado de trabalho e boas condições de vida no território.Criar centros de refúgio no Norte da África e nas proximidades do Oriente Médio é um grande desafio para as autoridades amenizar a quantidade de sírios em um determinado país. Assim, tragédias pelo Mar Mediterrâneo seriam evitadas, como o caso do menino Aylan Kurdi ( o caso que emocionou o mundo). A ONU precisa agir no oriente Médio para acabar com o conflito e busca de uma paz definitiva. Como disse Roberto Carlos " Não importa os motivos da guerra, a paz é mais importante do que eles ".

Xenofobia : Preconceito. 


0 comentários: