A educação no Brasil é desafiadora

18:50 Sabrina Macedo 0 Comments



O mês de novembro foi marcado por ocupações em mais de 150 escolas públicas do estado de São Paulo e diversas manifestações conduzidas por estudantes que não aceitam o projeto de reorganização da rede de ensino estadual e o fechamento de alguns colégios.
A fim de normalizar a situação, o governador do estado suspendeu a implantação das propostas e busca diálogo com os jovens, porém sem sucesso, visto que fica clara a intenção da maioria dos alunos em continuar com aquilo que alguns defendem como uma luta por causas maiores.
Não existe como contestar o direito dos cidadãos brasileiros de expressarem suas vontades e opiniões, sendo vedado o anonimato, como deixa claro o inciso IV, do artigo 5º da Constituição Federal, contudo o caminho escolhido parece perfeito para o resultado negativo, pois, afinal, prejudicar aulas, fechar avenidas importantes da maior metrópole da América Latina e depredar salas de aula e ambientes de uso coletivo não demonstram maturidade, mas, sim, uma grande falta de respeito e comprometimento com o próprio futuro e o de outras pessoas.
Dessa forma, com a intenção de que o Brasil se torne efetivamente uma pátria educadora, mudanças precisam acontecer. Primeiro, em casa, onde deve haver os maiores exemplos de civilidade e, depois, em outras esferas como a de trabalho e interação social.
O ensino no Brasil apresenta inúmeros problemas, como a falta de professores e investimentos insuficientes, por exemplo, contudo não é rebelando-se que as questões serão resolvidas.
Para que haja uma melhora em âmbito nacional é preciso integração entre alunos, pais, professores e governantes, algo que só pode ser alcançado com bastante diálogo e propostas pensadas individual ou coletivamente, sempre prezando pelo respeito mútuo, senão o que acontecerá com a educação contemporânea é o processo inverso ao da evolução: o atraso.

0 comentários: